Estou desmoronando

Mesmo com a grande ajuda da minha irmã estou desmoronando.
Hoje minha mãe terá alta do hospital.
Surgiram algumas complicações.
A medicação contra a depressão e a internação deixaram a minha mãe debilitada.
Irá diretamente para uma clínica, mas não sei se terão condições de ficarem com ela por muito tempo para o tratamento da depressão e do ferimento na pele.
Não sei se é uma preocupação infundada.
Não sei se ela precisará de uma clínica especializada.
Estou desmoronando!

Anúncios

Alzheimer ou Depressão Crônica – cobaias?

O Jardineiro Fiel é muita fantasia?
Somos vítimas do desprepara do envelhecimento rápido da população brasileira?
Ou somos cobaia da multimilionária indústria farmacêutica?
Temos uma epidemia?
Ou total desconhecimento do que seja Alzheimer ou depressão?
Somos vítimas de médicos que ganham comissões disfarçadas na forma de estadias obscenas em congressos médicos em paraísos turísticos?

Minha mãe foi internada.
A geriatra que emitiu a Segunda Opinião detectou uma pequena trombose na perna.
Agora ela está também sendo medicada contra a DEPRESSÃO!

Mãe!
A senhora resistiu 3 meses aos meus Cafés da Manhã, Almoços e Jantares sem ficar desnutrida!
Vamos reagir!
Vamos sair dessa!

Não Somos Cobaias Humanas!

Alzheimer – O Erro Médico Perfeito!

Temos uma Epidemia de Alzheimer?.
Abrindo o jogo com o que está se passando com a minha mãe, recebi vários relatos.
Pais, mães, tios, tias, avôs, avós de amigos e conhecidos!

 

Qual é Alzheimer? Qual é Depressão Crônica?

alterações na memória, personalidade e habilidades espaciais e visuais Irritabilidade, ansiedade, angústia, esquecimento
dificuldade para falar Desânimo, cansaço mental, dificuldade de concentração
realizar tarefas simples Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer
coordenar movimentos Desinteresse e falta de motivação, baixa auto-estima, apatia, indecisão
agitação Sentimentos de medo, insegurança, vazio, desesperança e desespero
insônia Pessimismo, idéias freqüentes e desproporcionais de culpa
resistência à execução de tarefas diárias Interpretação distorcida e negativa da realidade
incontinência urinária e fecal Dores e outros sintomas físicos freqüentes e não justificados
dificuldade para comer  
deficiência motora progressiva  
restrição ao leito  
mutismo  
dor à deglutição  
infecções intercorrentes  

 

Com o envelhecimento recente da população brasileira, os geriatras estão preparados para o desafio?

Receitar um remédio para Alzheimer pode apagar qualquer vestígio de Erro Médico!

Não sei se os remédios mais modernos contra o Alzheimer ainda são da família dos organoclorados, ou melhor, de pesticidas banidos dos países minimamente civilizados.

Ou seja, se o médico errar o diagnóstico ninguém ficará sabendo mesmo!

 

A praxe médica no Brasil não deveria descartar o tratamento da Depressão Crônica, principalmente em pacientes idosos, antes de se administrar medicação contra o Alzheimer.

Tive uma Segunda Opinião sobre o quadro da minha mãe na manhã desta 2ª feira. Depressão Crônica.

 

Espero ter salvo o cérebro da minha mãe!

Alzheimer – você realmente sabe o que é?

Estava conversando com um conhecido da família.
Falei-lhe que a minha mãe foi diagnosticada com Alzheimer, e no decorrer da conversa ele me saca:
– Poderia me fazer um favor?
Cortei com um duro e seco Não!
Nem deixei ele terminar a frase. Parei desse jeito mesmo, já imaginando se tratar de algo relacionado com um problema anterior que abordamos.

Alzheimer não é como ter alguém acamado por semanas!
Não é como uma fratura na perna que te deixa semanas parado.
Não é uma gripe forte.
É uma Bomba Atômica que destrói a tudo e a todos ao redor.
E a tarefa de reconstrução a partir dos escombros é penosa.

Alzheimer – Socorro, preciso de ajuda!

Estou estressado!
Talvez seja um depressão chegando!
Minha mãe entrou definitivamente no Modo Noturno, ou seja, fica agitada nessa parte do dia, e me acorda de hora em hora.
Por enquanto não entrei com a medicação de Alzheimer na minha mãe, pois estou atrás de uma segunda opinião médica.
Minha rede de ajuda familiar é pequena.
Ao mesmo tempo estou atrás de informações como:
25% de abono na aposentadoria dela por ter Alzheimer;
Prova de vida e recebimento do benefício da aposentadoria e pensão;
Clínicas e casas de repouso em São Paulo;
E informações práticas e úteis que possam me auxiliar.

Alzheimer ou depressão crônica

Insatisfeito com o diagnóstico, com medo dos efeitos colaterais dos remédios para Alzheimer, não tendo histórico familiar, e sendo algo recente que acometeu a minha mãe, deparei-me com isso:
Sintomas que, associados, identificam a depressão
* Irritabilidade, ansiedade, angústia, esquecimento;
* Desânimo, cansaço mental, dificuldade de concentração;
* Diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer;
* Desinteresse e falta de motivação, baixa auto-estima, apatia, indecisão;
* Sentimentos de medo, insegurança, vazio, desesperança e desespero;
* Pessimismo, idéias freqüentes e desproporcionais de culpa;
* Interpretação distorcida e negativa da realidade;
* Dores e outros sintomas físicos freqüentes e não justificados.